Tereza Cristina defende bioeconomia para desenvolvimento da Amazônia



Tereza Cristina defende bioeconomia para desenvolvimento da Amazônia

Em reunião com governadores da Amazônia Oriental e colegas ministros, realizada no começo do mês, em Belém (PA), a ministra da Agricultura destacou que somente com o desenvolvimento da região será possível garantir a preservação da Amazônia. O encontro, determinado pelo presidente Jair Bolsonaro, teve o objetivo de ouvir as demandas dos governadores dos estados da região e buscar soluções para preservação da floresta Amazônica.

"Se não tivermos desenvolvimento, vamos ficar repetindo isso [o problema das queimadas] todos os anos, não só nesta região, mas em outras regiões", disse. A parte oriental da Amazônia é formada pelos estados do Pará, Maranhão, Amapá, Tocantins e Mato Grosso.

A ministra disse que há um trabalho de implantação de projetos relacionados à bioeconomia na região. O objetivo é inserir pequenos produtores rurais, povos e comunidades tradicionais no sistema produtivo por meio do uso sustentável de recursos da biodiversidade e do extrativismo. "Isso leva um tempo, mas estamos caminhando para colocarmos a bioeconomia para que esses pequenos produtores possam ter renda, viver de forma melhor e entender que precisam preservar".

Cerca de 20 milhões de pessoas vivem no Norte do país e necessitam de trabalho, renda e dignidade. "Precisamos achar caminhos e soluções para que os pequenos produtores entrem no setor produtivo, produzindo para as cidades que estão ao seu redor", disse aos governadores, acrescentando que também devem ter o estímulo à agricultura de baixa emissão de carbono.

Tereza Cristina ainda ressaltou que é preciso cautela com declarações sobre a Amazônia para não afetar a imagem do país e da agropecuária no exterior. 

 





EXCELMETRO:  Av. Celina Ferreira Ottoni, 5205 - Padre Vítor - Varginha|MG - CEP: 37048-395 - TELEFONE: (35) 2106-2700 - comercial@excelmetro.com.br
Copyright 2017 EXCELMETRO. Todos os Direitos Reservados   |   Desenvolvimento: Sakey